Stefano Pierotti: o líder que faltava no Cerrado?

Stefano Pierotti: o líder que faltava no Cerrado?

Após amargar a 3ª pior campanha do NBB 2020/21, o Cerrado Basquete foi ao mercado se reforçar. Dentre suas contratações, o armador argentino Stefano Pierotti é, sem dúvidas, uma das mais interessantes. Campeão do NBB pelo Bauru na temporada 2016/17, o atleta de 23 anos possui uma boa experiência, apesar da pouca idade. Sua última temporada foi pela equipe de Campo Mourão, somando uma média de 14,0 pontos, 4,9 assistências e 4,1 rebotes por jogo

Como Pierotti pode contribuir?

Na temporada de 2019/20, ele atuou pelo Londrina, na Liga Ouro. Foi um dos líderes da equipe e, com uma média de 14,2 pontos por jogo, conquistou a 1ª colocação do campeonato na fase de classificação. Na temporada seguinte, atuando na elite do basquete nacional, não só liderou Campo Mourão, como também repetiu a média de pontos. Só para exemplificar, foi o 4º armador com maior média de pontos por jogo na liga.

É um jogador que participa muito da partida, tanto no ataque quanto na defesa. Sua principal característica é, sem dúvida, a visão para boas condições de arremesso. Embora não seja um exímio chutador de três pontos, somando suas duas últimas temporadas (atuando por Londrina e Campo Mourão), acumulou média de 31,6% de conversão.

Inegavelmente, não é dos jogadores mais atléticos da liga. Desse modo, trabalha muitas jogadas a base do pick ‘n’ roll, onde força a troca da marcação defensiva, ficando no 1×1 contra um defensor mais pesado. Também arremessa bolas de média distância, mas sua especialidade está na finalização dentro da zona pintada, com bandejas.

Organização em quadra

Além da pontuação, o fator principal que faz de Stefano Pierotti uma boa contratação para o Cerrado é sua capacidade de liderança e organização. Suas últimas experiências foram em equipes que, apesar de conter bons nomes, brigavam na parte de baixo da tabela. Um armador que pense o jogo e organize o time dentro de quadra é fundamental para qualquer equipe que deseja alcançar o sucesso.

Ele terá como companheiros de equipe os americanos Isaac Thorton e Kenny Dawkins, além do pivô Rafa Moreira, também contratados nessa última janela de transferências. Pierotti comandará um elenco jovem, com muito potencial e com peças individuais capazes de levar o Cerrado Basquete aos playoffs. Assim, chega com a missão de liderar, novamente, uma equipe emergente.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: