E se os Clippers deixassem Los Angeles?

E se os Clippers deixassem Los Angeles?

Os Clippers precisam deixar Los Angeles. Primeiramente, não existem rumores de que o time vá deixar a cidade dos anjos. Pelo contrário, o investimento em uma nova arena garante a franquia por mais alguns anos, décadas, na cidade. Mesmo assim, seria do interesse dos Clippers deixarem Los Angeles.

COMPRE AQUI COM DESCONTO DE 10% DO CUPOM ECB10 A SUA CAMISETA WODYSSEY DO KAWHI LEONARD TERMINATOR!

Clippers Kawhi Leonard
Camiseta Wodyssey 100% algodão. Use seu desconto de 10% com o cupom ECB10. Imagem: divulgação/Wodyssey.

O quê vocês estavam pensando?

A mudança para Los Angeles, no auge do Lakers Showtime, foi um erro. De proporções gigantescas. Pior ainda, resolveram ir para LA com um time fraco, lesionado, que nunca brigaria por algo maior do que chegar nos playoffs. Como exemplo, O Toronto Raptors e o Memphis Grizzlies chegaram na NBA 25 anos depois, e já têm mais sucesso que o irmão pobre de Los Angeles.

+ SIGA O ECB NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO TWITTER E NO
TIKTOK

E se…?

Mudar para a cidade dos Lakers atrasou os Clippers, talvez, para sempre. Foram 20 anos de vantagem, e sucesso, para os Lakers fincarem sua bandeira e conquistarem todos os territórios angelinos. Vocês conhecem algum torcedor dos Clippers? Eu, que acompanho a NBA desde o final dos anos 80, conheço um. O Dois Por Cento. Os Clippers foram um fracasso nos anos A.C. (Antes de Chris Paul) e não conseguiram capitalizar em D.C. 

E se os Clippers deixassem LA? Para onde ir? Aqui, no meu mundo imaginário, já cortarei Seattle. Apesar de querer o retorno dos Sonics, não quero assim. Existem dois lugares possíveis. Bem diferentes.

San Diego (sem referência ao Anchorman)

Mesmo com tantos motivos/Pra deixar tudo como está/Nem desistir, nem tentar agora/Tanto faz/Estamos indo de volta pra casa. Cássia Eller já aconselhou, voltar para casa pode ser o melhor caminho. San Diego tem um time profissional, os Padres da MLB, e tem espaço para mais um. Também apagaria uma das primeiras decisões do ex-dono da franquia, o racista Donald Sterling.

Existem problemas. Em San Diego, os Clippers não teriam uma arena na qualidade esperada pela NBA. Construir uma pode não ser fácil, ainda mais em tempos de pandemia, com os governos locais tão estrangulados economicamente. Em segundo lugar, o time permaneceria na Califórnia. O mercado do estado é bastante saturado, com outras três franquias.

Viva Las Vegas

Aha! Agora estamos falando sério. Las Vegas é o destino perfeito para os Clippers. Já consigo imaginar. Um time com nome de barco no deserto não é mais estranho do que Utah ter uma franquia com nome de Jazz. 

A NBA está mergulhando de cabeça em apostas esportivas, mas isso é um problema para outra coluna. Nada melhor do que ter uma franquia na capital mundial do jogo de azar, a Cidade do Pecado. 

Vegas está louca por um time profissional. Sendo assim, seria fácil conseguir fundos para uma arena NBA. A torcida estaria cheia de celebridades, talvez até o Elvis Presley apareça. Um ambiente mais festeiro do que usar a arena dos Lakers, escondendo bandeiras. 

Em Vegas os Clippers teriam uma cidade carente por um time para torcer. Um imposto menor para atrair jogadores. Investidores grandes, loucos para transformar a equipe em próximo supertime. E, acima disso tudo, estariam perto o suficiente do sul da Califórnia para manter a base de fãs fiel. 

Hora de ir para Las Vegas, Clippers. Abrace o novo. Não tenha medo de ousar! Que papo de coach, vou terminar por aqui antes que piore.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: