5 fatos que marcaram a LBF 2021

5 fatos que marcaram a LBF 2021

A Liga de Basquete Feminino (LBF) 2021 terminou há uma semana e já deixou saudades. Por causa disso, o Esporte Clube Basquete trouxe, neste texto, cinco fatos que marcaram a última edição do torneio. Vamos relembrar?

1 – Todos os jogos transmitidos:

Com o intuito de popularizar cada vez mais o basquete feminino no Brasil, a LBF 2021 teve todos os seus jogos transmitidos pela internet. Durante os playoffs, o campeonato também contou com transmissão na plataforma Twitch, com comentários do NBA das Minas. Fora isso, a LBF também foi transmitida todos os domingos pela TV Cultura, possibilitando os brasileiros de assistirem basquete feminino na TV aberta. Tudo isso serviu para alcançar e conquistar públicos diferentes e aproximá-los da modalidade.

2 – Mais conteúdo sobre basquete feminino:

Com mais transmissão de jogos, foi possível encontrar com mais facilidade pessoas falando sobre a LBF 2021 nas redes sociais. No Twitter, por exemplo, o número de contas produzindo conteúdo sobre a modalidade cresceu notoriamente. Com mais pessoas fazendo esse trabalho de forma constante, o esporte chega em novas pessoas, podendo se popularizar cada vez mais.

3 – Consolidação da nova geração:

5 fatos sobre a LBF 2021
Thayná foi a cestinha da edição 2021 da LBF | Foto: Diego Maranhão/Sodiê Mesquita LSB

É sempre bom ver nomes experientes retornando ao Brasil para jogar LBF. Porém, melhor ainda é ver novos nomes se firmando no cenário nacional. Nesta temporada, tivemos bons destaques individuais que devem defender a bandeira do Brasil pelos próximos anos, como Thayná Silva, Alana Gonçalo, Mariane Carvalho, entre outras.

Vale ressaltar que todas as equipes que disputaram esta edição do campeonato tiveram pelo menos uma atleta com menos de 27 anos entre as três mais eficientes. Isso mostra que o futuro é logo ali, só precisa ser bem trabalhado.

+ SIGA O ECB NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM, NO TWITTER E NO TIKTOK

4 – Campeão e vice-campeão inéditos:

5 fatos sobre a LBF 2021
Ituano e Blumenau fizeram final inédita em 2021 | Foto: Juca Ferreira/Ituano Basquete

Como já falamos aqui durante a temporada, as mesmas equipes sempre acabavam chegando nas finais da Liga de Basquete Feminino. Com uma edição tão disputada como essa de 2021, nada mais significativo quanto uma final 100% inédita. Ituano Basquete e KTO/Blumenau tiveram campanhas bem distintas, mas mostraram que todas as equipes, independente da sua classificação, eram capazes de chegar longe no torneio.

5 – Campeonato sem torcida:

Algo que fez muita diferença nesta edição da LBF foi a ausência das torcidas, principalmente nos playoffs. Como o campeonato foi realizado durante a pandemia do COVID-19, foi preciso seguir protocolos, como a realização das partidas com portões fechados. Os apoiadores fizeram falta nas arquibancadas, mas agora ficam na torcida para que, em 2022, as condições possam voltar ao normal, com segurança.

Agora que o torneio nacional terminou, chegou a hora de focar em outros campeonatos. No dia 4 de setembro, Tietê Agroindustrial/BAX Catanduva e Vera Cruz Campinas fazem a estreia do Campeonato Paulista. Ainda em setembro, o torcedor também não pode perder a disputa do 1º Campeonato Brasileiro Interclubes, que contará com a participação de 16 equipes.

Além disso, o Sodiê Doces/Mesquita/LSB disputará o Campeonato Sul-Americano de Clubes, no Chile, a partir de 23 de setembro. Tem muito basquete feminino para você e tudo isso você pode acompanhar aqui, no Esporte Clube Basquete!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: