Os Bucks se recuperam e estão à um passo do título

Os Bucks se recuperam e estão à um passo do título

Aconteceu. Depois de iniciar as finais da NBA perdendo os dois jogos fora de casa em meio a dúvidas quanto à saúde de Giannis Antetokounmpo, o Milwaukee Bucks fez valer o mando de quadra e voltou ao Arizona com a série empatada em 2-2. Diante dos ensandecidos torcedores de Phoenix, a equipe de Mike Budenholzer mostrou resiliência ao se recuperar de uma desvantagem que chegou a ser de 16 pontos ao final do primeiro quarto. Em quatro minutos do segundo período, o placar já estava empatado e continuou equilibrado até o final do duelo.

Faltando pouco mais de dois minutos no último quarto, Khris Middleton acertou uma bola de três para colocar o placar em 120-112 para os visitantes. Devin Booker respondeu com dois pontos em infiltração para cima de Giannis. Logo depois, o próprio camisa 1 dos Suns matou uma tripla para anotar seu quadragésimo ponto e baixar a diferença para três faltando 1 minuto e 25 segundos. Após dois lances livres desperdiçados por Giannis, Chris Paul puxou o ataque e infiltrou para a bandeja. Um mísero ponto separava as duas equipes no jogo 5 das finais. Os Bucks vieram pro ataque e, em boa posse defensiva da equipe da casa, Jrue Holiday se viu obrigado a forçar um arremesso, e a bola não caiu.

Devin Booker pegou o rebote e iniciou a jogada de ataque para tomar a liderança da partida. Restavam 29 segundos no relógio. Preferindo preservar o timeout que ainda tinha, Booker optou pela isolation. O armador recebeu PJ Tucker como oponente, infiltrou, e dentro do garrafão se deparou com Giannis, que se juntou à Tucker na marcação. Ao tentar o giro, Booker não contava com a presença de Holiday logo atrás, que roubou a bola e puxou o contra-ataque rápido faltando pouco menos de 17 segundos. Do outro lado da quadra, surge Antetokounmpo para completar a ponte aérea e ainda sofrer a falta durante a cesta. Após errar o lance livre, o grego apanhou o rebote passando para Middleton sofrer mais uma falta, colocando o placar em 123-119 e garantindo a vitória. Com dez segundos restantes, a desvantagem de duas posses deu aos Suns uma missão quase impossível, e a dura perspectiva de ir à Milwaukee tentar estragar a festa do adversário e trazer a série de volta casa, onde poderão buscar o título com o apoio de sua torcida.

A recuperação dos Bucks na série se deve, particularmente, a um nome em especial. Claro, o de Giannis Antetokounmpo. O grego, que inicialmente teve sua presença nas finais colocada em cheque por uma hiperextensão no joelho esquerdo sofrida ainda durante as finais do Leste, parece melhor do que nunca mantendo incríveis e inéditas médias de 32 pontos, 13 rebotes e 5 assistências nesses cinco jogos até aqui. Nos jogos 2 e 3, Giannis se juntou à Shaquille O’Neal como os únicos jogadores na história da liga a anotarem pelo menos 40 pontos e 10 rebotes em dois jogos consecutivos de finais. Na vitória de ontem, seus 32 pontos lideraram a equipe, e as boas atuações de Middleton (29PTS, 7REB, 5 AST) e Holiday (27PTS, 13AST) refletem um desempenho digno do big-three que o 2x MVP merece compor. Os Bucks agora voltam à sua fortaleza na próxima terça-feira (20) para lutar pelo título que não vencem desde 1971. Falta uma vitória. 1.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: