Basquete Unifacisa: decepção ou vítima do excesso de expectativa?

Basquete Unifacisa: decepção ou vítima do excesso de expectativa?

Basquete Unifacisa é decepção ou vítima do excesso de expectativa?
Foto: Divulgação/Basquete Unifacisa

Após duas semanas de temporada 2020/2021 no Novo Basquete Brasil (NBB), um cenário inicial é desenhado ao fã de basquete. Algumas equipes como Flamengo, Paulistano e Bauru fazem excelentes campanhas, com 100% de aproveitamento até aqui. Outras, por sua vez, não largaram da melhor forma. Hoje, no Esporte Clube Basquete, o assunto é o início de temporada da Unifacisa, que que tem sido abaixo das expectativas.

No momento em que este texto está sendo escrito, a equipe de Campina Grande entrou em quadra cinco vezes na competição nacional, com quatro derrotas e apenas uma vitória, no clássico regional contra o Fortaleza Basquete Cearense, na terceira rodada.

Para a temporada 2020/2021, a equipe paraibana se reforçou com as chegadas de Betinho, Nehemias, Felipe Vezaro, Pastor, Arthur Pecos, Paranhos e Rafa Oliveira, além de renovar com Nate Barnes e João Vitor, peças fundamentais da equipe na última campanha, o que gerou grandes expectativas nos torcedores e demais acompanhantes do basquete nacional.

Começo de temporada decepcionante?

Apesar dos bons nomes contratados, o início de NBB do Basquete Unifacisa tem sido aquém do esperado. No entanto, é possível dizer que a equipe é uma decepção até o momento?

Antes de qualquer análise, é necessário ponderar que além do início turbulento dentro de quadra, a equipe passou por situações desconfortáveis fora dela. Após a primeira partida do time na temporada, na qual saiu derrotado pelo Campo Mourão, o então técnico Felipe Santana se desentendeu com o presidente do clube e foi demitido de seu cargo.

No segundo duelo, contra o Flamengo, o pivô João Vitor sofreu uma ruptura no ligamento colateral medial do joelho esquerdo, que o deverá afastar das quadras por um bom tempo.

Com os problemas citados, é compreensível que a Unifacisa tenha seu início na competição comprometido, mas não a ponto de ser considerada uma decepção. O time possui, de fato, um bom elenco, porém acabou sendo “vítima” do excesso de expectativa colocado pelo público.

Para a sequência da temporada, que ainda está começado, a equipe será comandada por Cesar Guidetti, que passou 10 anos no Esporte Clube Pinheiros e é auxiliar técnico de Aleksandar Petrović na seleção brasileira.

O projeto desportivo da Unifacisa é bom e promissor, mas assim como todos os outros, necessita de tempo. Com tantos novos jogadores, é natural que exista uma oscilação até que o entrosamento entre eles esteja alto.

Para exemplificar, é possível analisarmos alguns números individuais. Nehemias possui 15.8 pontos e 5.4 rebotes por jogo, enquanto Barnes 15 pontos e 3.2 assistências. Vinícius Pastor lidera a eficiência da equipe, com 14.2, além de Betinho, que colabora com 11.8 pontos e 4.4 assistências.

Apesar de bons números, todos estão jogando juntos pela primeira temporada e, portanto, a química da equipe ainda não está aguçada. Ao lado de um treinador com excelente currículo, a tendência é que, aos poucos, a equipe encontre o caminho da consistência e consiga fazer uma boa temporada, alcançando uma vaga ao menos nos playoffs da competição.

One thought on “Basquete Unifacisa: decepção ou vítima do excesso de expectativa?

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: